• Sílvia Vilas

Ano Novo, Vida Nova

Atualizado: 20 de jan. de 2021



“Ano novo, vida nova” é o que costumamos dizer quando estamos nesta altura do ano. Começamos a pensar no ano que passou, naquilo que não fizemos e queríamos ter feito, naquilo que fizemos e não queríamos ter feito e naquilo que fizemos exatamente conforme o planeado. Depois, fazemos promessas para o próximo ano, escrevemos propósitos e desejos e prometemos cumprir tudo aquilo a que nos propomos. E no fim desse novo ano, voltamos ao início.

Porque, sejamos honestos e transparentes connosco, quantas vezes demos os passos necessários para cumprirmos exatamente aquilo a que nos propusemos? Quantas vezes não deixamos que os nossos propósitos se desvanecessem na espuma dos dias?

E talvez este ano de 2020 tenha sido o mais diferente nesse aspeto. Porque este ano tivemos a recordação diária de que muitos dos nossos desejos e objetivos não poderiam ser atingidos. Muitos dos nossos propósitos não podiam ser cumpridos. E então, muitos, se esforçaram mais para fazerem o possível dentro de um tempo impossível. Muitos se esforçaram ainda mais para atingirem as pequenas vitórias de uma vida. E muitos ainda assim não conseguiram, porque tiveram que olhar pelos outros, porque tiveram de olhar para si de outra forma, porque tiveram de enfrentar as suas sombras.

Mas o que todos nós fizemos foi ultrapassar uma fase difícil das nossas vidas da melhor forma que conseguimos, da forma que formos capazes, com os recursos que temos disponíveis, dentro e fora de nós. E também aprendemos que precisamos mais dos outros do que pensávamos. E se houve momentos difíceis, também houve momentos maravilhosos. Houve aplausos e música às janelas, houve grupos onde se partilharam experiências, houve solidariedade, houve Vida no meio do caos.

O Ser Humano provou mais uma vez que pode ser resiliente, dar a volta por cima, que a ligação entre nós é forte e que estamos cá para nos ajudarmos mutuamente. Houve pessoas a excederem-se a si mesmas para darem mais aos outros, houve pessoas a debaterem-se com dificuldades e ainda assim a estarem presentes para o que desse e viesse. Houve conhecimento partilhado que permitiu uma vacina em tempo recorde, mas também ventiladores, viseiras, máscaras, apps e toda uma panóplia de tecnologia. E houve profissionais em todas as áreas que nunca pararam para que passássemos por isto o melhor possível.

Houve coisas más? Sim, sem dúvida. Mas olhemos para o positivo para aí moldarmos o nosso futuro. Ainda não passou? Não, infelizmente não. Mas vemos a luz ao fundo do túnel!

E agora vem aí um novo ano. Façamos a revista de 2020 com olhos positivos, coloquemos propósito na nossa vida, pensemos novamente nos nossos desejos e sonhos. Mas, desta vez, não nos esqueçamos que tudo pode mudar num piscar de olhos e vivamos 2021 com toda a intensidade! E juntos, sempre juntos, porque assim somos mais fortes!

Bom Ano!

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo