• Sílvia Vilas

Inércia. Precisa de ajuda?


Segundo a Infopédia, inércia é um nome feminino que significa:


  1. falta de movimento, de atividade; inação; apatia; letargia

  2. indolência; preguiça

  3. rotina

  4. resistência passiva à inovação

  5. FÍSICA propriedade que os corpos têm de não poderem, por si, alterar o seu estado de repouso ou o seu movimento



Depois de dois anos de pandemia, de dois grandes confinamentos, de diversas quarentenas, de reuniões e trabalho por videoconferência, de jantares e convívios online, as consequências estão a aparecer.


Uma deles, é a inércia que muitos dizem sentir. Fomos forçados a parar e agora, algumas pessoas, dizem sentir dificuldade em retomar as suas atividades, até as mais pequenas. Sentem apatia e letargia. Sentem-se indolentes e com uma enorme preguiça. Caíram na rotina de fazer tudo a partir de casa. E, ainda que se tenham acostumado ao online, custa-lhes agora aceitar a inovação que daí possa vir. Tudo características da inércia, de facto.


Mas atentemos ao ponto 5. Segundo a Física, a inércia «é a propriedade que os corpos têm de não poderem, por si, alterar o seu estado de repouso ou o seu movimento». Ora os Seres Humanos têm a capacidade de se moverem por si. Não necessitam, necessariamente, de uma ajuda exterior para se moverem: para passarem de um local para o outro; de um estado para outro; da apatia, letargia ou indolência para o dinamismo, atividade ou vivacidade.


Muitas vezes, encontramos essas forças dentro de nós e, ainda que as primeiras tentativas impliquem grande sacrífico, conseguimos dar a volta e colocarmo-nos novamente em ação.


Outras vezes, precisamos mesmo dessa ajuda exterior. E não há que ter vergonha disso. Não há que hesitar em pedir ajuda. Os profissionais de saúde estão aí para nós. E a Psicologia pode ajudar… e muito!!


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo